Buscar
  • Holy Raps

Mês da Mulher: abuso sexual e depressão em novo som do Holy Raps

Fênix Rap e Chelly Soul, vocalista do grupo Tetelestai, dividem o mic em “Quebrando o Silêncio”, e relatam dramas vividos em suas próprias vidas



Chelly Soul e Fênix Rap relatam experiências

Elas decidiram falar. “Quebrando o Silêncio” é o mais novo som da rapper Fênix em parceria com Chelly Soul, vocalista do grupo Tetelestai, que tem previsão de lançamento para o próximo dia 15 de março. Em homenagem ao Mês da Mulher, a música traz o relato de experiências vividas na própria pele pelas artistas, que decidiram se abrir no intuito de trazer uma reflexão relevante sobre realidades vivenciadas por mulheres, que geram traumas e sequelas por toda uma vida.


Em sua parte, Chelly relata a experiência de abuso sexual que sofreu por um familiar quando ainda criança. Para ela, desabafar sobre o assunto foi uma experiência forte e comovente, mas necessária para tempos sombrios em que vivemos.


“Foi muito forte pra mim, muito comovente, porque foi uma história que eu vivi, porque passei por um abuso quando era criança, e não tive o apoio que achei que deveria ter. E isso só piora a cada dia. E o que quis passar com esse som foi o que isso pode acarretar na vida da criança, para que tenhamos mais atenção e mais cuidado com as crianças”, relata a rapper.


“Quando a gente fala que ‘criança não mente, criança suplica’ é porque muitas vezes as crianças falam, expõem, e os responsáveis por essas crianças, os familiares, não acreditam nela. E aquilo na verdade é uma súplica, porque uma criança é inocente, ela não tira da cabeça dela a maldade do homem. E foi isso, passei um pouco da minha dor, da minha revolta, mas da minha gratidão, porque se não fosse Deus até aqui, o que seria de mim? Pra mim foi um rompimento de barreiras, foi uma exposição muito boa para passar para as outras pessoas”. CHELLY SOUL

Vitória sobre a depressão


Já a rapper Fênix aborda sua experiência de depressão e ideação suicida, infelizmente tão presente em nossos dias. No caso dela, essa experiência a levou à automutilação e essa é a tônica da sua poesia.


“Falo da minha experiência com a automutilação, algo que gera estranheza, pois nem todo mundo está preparado para ouvir que você já tentou se mutilar ou teve pensamentos suicidas. Mas digo que precisamos falar de depressão, sim! Quebrar o silêncio traz a cura. Hoje me sinto livre para falar sobre o tema. Não abordo só o tema, mas gosto sempre de trazer uma solução por trás de cada letra. Mas dessa vez, trouxe um depoimento em forma de reflexão. Que a dor do outro seja a nossa também” FÊNIX RAP

Ela adianta que a obra está emocionante, que a dor foi a maior inspiração e que é possível vencer a depressão. “Quis descrever aqueles momentos dolorosos, com o máximo de verdade possível. Ressuscitar a empatia. Dizer que a dor é real e que você não pode fechar os olhos para esse fato. A intenção é despertar nas pessoas uma chama de esperança, que dias melhores virão. E que é possível, sim, vencer a depressão”, conclui.


O som foi composto pelas rappers e gravado, mixado e masterizado pelo DJ Jack, no Macrophono Audiolab, anexo à loja Espaço Hip-Hop, no Centro de Vitória.


SERVIÇO:


Lançamento do single "Quebrando o Silêncio"

Artistas: Fênix Rap e Chelly Soul

Gênero: Rap/Hip-Hop

Data: 15 de março

Local: www.youtube.com/holyraps