Buscar
  • Holy Raps

Poesias profundas no 2º encontro do projeto “Rei das Ruas – Arte Educação”

Adolescentes que participam das oficinas de ritmo e poesia escreveram sobre suas trajetórias de via, amor, saudades e esperança


"Momento inspirativo" durante o segundo encontro das oficinas de ritmo e poesia do Projeto Rei das Ruas

Na quarta-feira do dia 15 de setembro, o projeto Rei das Ruas voltou para a Unidade Feminina de Internação (UFI) para o segundo encontro das oficinas de Ritmo e Poesia (Rap) junto às adolescentes de cumprem medida socioeducativa na unidade.


Desta vez, entretanto, a intervenção teve o desfalque da coordenadora feminina Lorraina Moraes (Fênix Rap), que teve que resolver problemas familiares relacionados à saúde. Sendo assim, somente Gustavo Gouvêa (Googha), que é o coordenador geral do projeto, esteve na Unidade ministrando a segunda aula das oficinas referente ao “Projeto Rei das Ruas – Arte Educação”, realizado com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através dos editais Funcultura.


Mesmo sozinho, Googha relata que o segundo encontro foi, talvez, o mais marcante, desde que começou a realizar os atendimentos socioeducativos na Unidade, no ano de 2015. A resposta das seis adolescentes que participam das oficinas de Ritmo e Poesia foi extraordinária, segundo relata o músico e coordenador.


“Ao final da primeira aula, desafiamos as adolescentes a transformarem seus sentimentos em poesia, a partir da vivência que tivemos. O resultado foi impressionante. Elas literalmente colocaram suas almas no papel. Foram seis poesias por elas compostas, que tratam de temas como trajetória de vidas, amor, resiliência, saudades, dor, esperança, sonhos (...) Essa resposta foi extraordinária”, descreve Googha.



“Elas declamaram suas poesias no microfone. Poesias incríveis e profundas, que verdadeiramente saíram do fundo de suas almas. Disseram que durante a semana tiveram momentos em que sentiram vontade de escrever seus sentimentos, e que a sensação foi muito boa. Elas estão se descobrindo poetisas e isso tem feito diferença na vida delas para melhor” (Googha)

Momento inspirativo


Um outro momento que o coordenador descreve como “impactante” foi o “momento inspirativo”, no qual Googha levou a melodia que será base para a música (Rap) gravada pelas meninas ao final dos encontros. Ele deixou a melodia tocando e pediu às adolescentes que meditassem sobre o que aquela melodia trazia às suas mentes e corações.


“A ideia foi incentivá-las a se inspirarem para compor as poesias que entrarão na música. Então pedi que refletissem e meditassem, se possível de olhos fechados, sobre quais eram os sentimentos, sensações, lembranças e pensamentos que aquela melodia trazia para elas. E, mais uma vez, o feedback delas foi incrível. Algumas choraram, sentiram saudades, lembrando de pessoas queridas e falando que têm a esperança de transformarem positivamente suas trajetórias de vida, vivendo sonhos que foram interrompidos. Outras disseram que a melodia traz paz, tranquilidade. Também ouvimos a palavra “confiança” para seguir um novo rumo”, relatou.


Caderno personalizado e livros para inspiração


As adolescentes ganharam presentes do Rei das Ruas. O primeiro deles foi um caderno personalizado com a marca do Projeto Rei das Ruas para a utilização exclusiva relacionada à produção das poesias voltadas para as oficinas, mas também aleatórias. E, logo durante e após o momento inspirativo, elas já começaram a “canetar” novas poesias no caderno, tamanha tem sido a entrega delas para ao projeto.


O segundo presente que cada uma ganhou foram livros inspirativos para ajudá-las tanto em sua caminhada diária, quanto na composição das poesias. Os livros tratam de temas como amor, fé, esperança, paz interior e alegria.


Compromissos do próximo encontro


Durante a oficina, Googha ainda ensinou às meninas a técnica e a aplicação das rimas paralelas e das rimas alternadas, para que elas pudessem colocar em prática em suas novas composições. Ao final da aula, o compromisso firmado com as adolescentes foi que, com a melodia base da música em mente, elas compusessem as novas poesias que farão parte da música que será por elas gravada ao final dos encontros.